Matrículas de veículo no Brasil crescem em 10,22% e movimentam o setor

Em janeiro, as matrículas de veículos no Brasil cresceram 10,22% em relação a janeiro de 2018. No total, 199.794 carros foram registrados e 2.584.962 novos carros foram vendidos nos últimos doze meses, 13.69% a mais do que o ano anterior.

A repartição dos valores das vendas de automóveis para o mês de Janeiro é:

  • Veículos Comerciais vendidos: 36,001, 11,24% mais do que em janeiro de 2018.
  • Taxas de registo dos automóveis de passageiros: 163.793, o que representa um valor superior em 10% ao de janeiro de 2018.
  • O Brasil está entre os dez países onde o maior número de carros foi registrado no último ano, no ranking de 135 países com base no número de matrículas de veículos.

Uma variável muito útil para estimar o nível de riqueza econômica de que desfrutam os residentes Brasileiros, em comparação com os outros países do ranking, é o número de veículos vendidos ou registrados por mil residentes no último ano. Com vendas anuais de 12.34 carros por 1.000 residentes, 0,95 deles no último mês, o Brasil, ocupa o 50º lugar no ranking.

Como pode ser visto, o número de inscrições por mil residentes cresceu no último ano. O aumento deste número é positivo, pois indica geralmente uma maior confiança do público na economia do país.

As mudanças nos números de matrícula de veículos brasileiros são mostradas nas tabelas abaixo. Como vários estudos indicam, estas mudanças estão muito relacionadas com mudanças no PIB e, portanto, com a situação econômica de um país. As vendas diminuíram desde 2009, pois 2,802,845 foram registradas nesse ano, assim como o número de registros por mil residentes, que naquele ano eram 14,67. Desde então se mantiveram muito brandas e ainda não conseguiram superar as vendas do boom que existiu da indústria automobilística, agora a moda mesmo são os semi-novos.

Aqui nós mostramos a progressão das matrículas de veículos no Brasil. Você pode ver matrículas de automóveis em outros países em matrículas de veículos e ver todas as informações econômicas sobre o Brasil na economia brasileira.

Read Also

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *